EDITAL: Auxílio Municipal Emergencial Nazareno (AMENA) beneficiará músicos, técnicos de som e holds residentes em Nazaré. Acesse o edital!

Para amenizar os impactos ao setor cultural nazareno, decorrentes da pandemia de coronavírus, a Prefeitura de Nazaré, através da Secretaria de Cultura e Turismo, criou o Auxílio Municipal Emergencial Nazareno – AMENA, que vai beneficiar músicos, cantores, técnicos de som e holds residentes de Nazaré.

O Auxílio Municipal Emergencial – AMENA será pago em 02 parcelas no valor de R$ 400,00 cada, nos meses de Junho e Julho, aos elegíveis devidamente cadastrados e que sejam aprovados no benefício.

O Cadastramento poderá ser realizado de 19 a 22 de Junho de 2021, encaminhando os documentos para o email cadastrocultural44@gmail.com ou entregando-os presencialmente na Secretaria de Cultura e Turismo (Prédio dos Arcos), das 8h às 12h, dentro do prazo de cadastramento.

Para Mais informações sobre o Auxílio, acesse o edital CLIQUE AQUI

SECULT entrega kit’s de matéria-prima para baianas de acarajé cadastradas na ABAM, que fizeram o curso “Reprodução de Saberes, Fazeres e Identidade”

Nesta segunda-feira (14), as baianas de acarajé participantes do curso “Reprodução de Saberes, Fazeres e Identidade”, cadastradas na ABAM (Associação Nacional das Baianas de Acarajé), receberam, na Secretaria de Cultura e Turismo, kit’s com matéria-prima para a produção de acarajé.

A ação, realizada pela ABAM, com apoio da Prefeitura de Nazaré, através da Secretaria de Cultura e Turismo, visa amenizar os impactos financeiros da pandemia para a categoria das Baianas de Acarajé de Nazaré.

Prefeitura de Nazaré, por meio da SECULT, da início à capacitação para as Baianas filiadas à ABAM de Nazaré

A Prefeitura de Nazaré, através da Secretaria de Cultura e Turismo, iniciou, na última terça-feira (31), a capacitação para as Baianas filiadas ao núcleo da Associação Nacional das Baianas de Acarajé (ABAM) de Nazaré e cadastradas no curso “Reprodução de Saberes, Fazeres e Identidade”.A

Atividade, que teve sua etapa presencial adiada por conta da pandemia, retomou às atividades com o curso na forma ONLINE, disponibilizado às 17 Baianas seguindo todos os protocolos de segurança e visando fortalecer as novas formas de viver um ofício que é Patrimônio Cultural.

A aula inaugural teve a presença do facilitador Edson Costa, trazendo a trajetória de saberes e vivências da produção de acarajés.